segunda-feira, 29 de dezembro de 2014

Política orçamental

Governo tem pior deficit primário desde 1997, para o mês de novembro

Do UOL, em São Paulo
O governo central registrou deficit primário de R$ 6,7 bilhões em novembro, informou o Tesouro Nacional nesta segunda-feira (29). Neste ano, até o mês passado, o resultado acumulado é negativo em R$ 18,3 bilhões.
O valor do deficit de novembro é o pior registrado para o mês e no acumulado do ano desde o início da série, em 1997. O deficit primário é a diferença registrada entre o que o governo arrecada e gasta, sem levar em conta gastos com juros. Esse valor é para reduzir as dívidas públicas.
Em outubro, o Tesouro tinha registrado um resultado positivo de R$ 4,1 bilhões.
Mais
Déficit pública perto de 6 %
http://www1.folha.uol.com.br/mercado/2014/12/1568233-deficit-publico-dobra-e-atinge-quase-6-do-pib-maior-patamar-desde-2003.shtml

quinta-feira, 25 de dezembro de 2014

Conta corrente


Mais

quarta-feira, 24 de dezembro de 2014

Ministro de bloqueio da inovação

Novo ministro da Ciência e Tecnologia é autor de projeto de lei contra inovações tecnológicas

Em 1994, quando era deputado federal, Aldo Rebelo sugeriu a adoção de qualquer inovação tecnológica em órgão públicos municipais, estaduais e federais.


Veja também: 
http://www.folhapolitica.org/2014/12/novo-ministro-da-ciencia-e-tecnologia-e.html

As 10 mais competitivas economias do mundo

The 10 Most Competitive Countries in the World

Read more: http://wallstcheatsheet.com/business/the-10-most-competitive-countries-in-the-world.html/?a=viewall#ixzz3MqgrkK78

terça-feira, 23 de dezembro de 2014

A verdade sobre a economia brasileira

Why Brazil Is Its Own Worst Enemy
Many common perceptions foreign investors have about Brazil are misplaced. By all rights, given its size, location, and natural resource base, Brazil should be an economic juggernaut. But the truth is that Brazil should never have been designated a BRIC because it is a poorly managed economy that has rarely lived up to its potential. In 2001, when the country was designated a BRIC, it was $200 billion in debt and spent 38% of its GDP servicing that debt. The following year Brazil took out of $40 billion loan from the IMF. The country's average GDP growth rate since 2000 has been under 2%, and Brazil has consistently underperformed its BRIC counterparts. So, what's all the fuss about?
Not a Great Place to do Business
Mais

segunda-feira, 15 de dezembro de 2014

Tempo de abrir um negócio - 0.5 dias contra 108 dias (Brasil)

 In which of these countries does it take the longest time to register a company?

a) Singapore (2.5 days)
b) Brazil (108 days)
c) New Zealand (0.5 days)

Comment: New Zealand (0.5 days on average). Ease of doing business is a key indicator of a country's progress. Many emerging markets, despite rapid growth in recent decades, still lag on many competitiveness indicators, including this one.
Deloitte Christmas quiz

Partidos querem cargos para roubar

Partidos querem cargos para roubar, diz Abramo

São Paulo - A principal causa de corrupção no Brasil é a indicação de pessoas ligadas a partidos políticos para cargos públicos. Quem diz isso é Claudio Weber Abramo, diretor-executivo da Transparência Brasil, ONG que há 14 anos atua no combate à corrupção no país.
Mais

sábado, 13 de dezembro de 2014

Mercado imobiliário São Paulo

 Vendas de imóveis novos em SP caem 65,4% em apenas um mês - InfoMoney
Veja mais em: http://www.infomoney.com.br/imoveis/noticia/3744541/vendas-imoveis-novos-caem-apenas-mes

Empíricus: Fim do Brasil



A Crise da Economia. Os Bastidores da Censura. A Proteção do Seu Patrimônio. de Felipe Miranda

A situação atual é preocupante: o crescimento econômico é o menor desde a Era Collor e a inflação foge do controle, mostrando que estamos prestes a voltar a condições anteriores a 1994. Seria o fim do Brasil?
O atual governo erra em seu diagnóstico. Elogia a nova matriz econômica e atribui a estagflação (baixo crescimento econômico e alta inflação) ao cenário externo - tese refutada no estudo do analista Felipe Miranda, da Empiricus Research, apresentado no livro O fim do Brasil (selo Escrituras). Obviamente, sem o diagnóstico adequado, não poderemos contar com um bom prognóstico. Não bastassem os desafios em curso, o ano de 2015 sugere adversidades adicionais relevantes.
A obra O fim do Brasil apresenta um profundo estudo sobre os últimos vinte anos, e foi escrito com objetivos explícitos:
alertar para os riscos atrelados a possível endurecimento da heterodoxia na política econômica, com a nova matriz econômica levando-nos a um processo de "argentinização" do país;
analisar a deterioração dos fundamentos macroeconômicos e o que está por vir, dedicando espaço em separado para os problemas da Petrobras e para o desarranjo do setor elétrico;

O debate sobre a Grande Depressão

Videos do debate sobre a Grande Depressão

Documentário sobre a crise de 1929 (em Português)
https://www.youtube.com/watch?v=CuFXVtrkA1M

Curta apresentação sobre a origem da crise
https://www.youtube.com/watch?v=KfeHWnaK7rY
A nova história sobre a Grande Depressão de Lee Ohanian

Apresentação profunda sobre a Grande Depressão 
https://www.youtube.com/watch?v=6M5jxjoQG8o
Parte I do discurso sobre a Grande Depressão de Hans Sennholz

https://www.youtube.com/watch?v=4fVmUnFODdA
Parte II do discurso de Sennholz

Rap sobre o debate entre Keynes e Hayek:

Parte I (legendado em português)
https://www.youtube.com/watch?v=pd-Nl6_52s4

Parte II (legendado em português)
https://www.youtube.com/watch?v=ELVbEG5qjVI

Milton Friedman sobre "O mito sobre a Grande Depressão"
https://www.youtube.com/watch?v=dgyQsIGLt_w

Lawrence Reed
Grandes mitos sobre a Grande Depressão

https://www.youtube.com/watch?v=Ta2m3D9Ig0g


Lawrence Reed
Lições da Grande Depressões

quinta-feira, 11 de dezembro de 2014

50 passos como melhorar suas finanças


50 ways to improve your finances in 2015


US News

2015The new year is the perfect time to hit "refresh" on your finances. Whether you need to update your insurance, revamp your budget or scale back some shopping habits, take some time to consider these 50 action steps. They can help you improve your finances over the next 12 months.
1. Decide on financial goals.
For some people, there's nothing more appealing than saving for a three-bedroom house with a white picket fence. Others dream of taking a trip around the world or a sabbatical from work. Choosing your money goals makes it easier to work toward them.

terça-feira, 9 de dezembro de 2014

Brasil - "economia funky"

Brazil’s economy in a funk marked by low productivity and ‘creative accounting’


Dívida pública brasileira - bem maior que a cifra oficial

Brazil’s public debt: bigger than you think


Brazilian officials are accustomed to shrugging off the country’s debt levels by comparing them with those of much more heavily indebted Europe.
Brazilian real notesAlthough this misses the point – Brazil’s public debt is more burdensome than in most other countries because it has some of the highest interest rates in the world – the argument is doubly wrong if a new study by Moody’s is to be believed.
The Moody’s paper, For Latin American Sovereigns, Hidden Liabilities Add to Credit Risk, shows that Brazil’s government debt is equal to 100 per cent of GDP when indirect debt, such as that from pension schemes or guarantees for state-owned companies and banks, are included. 
Mais

domingo, 7 de dezembro de 2014

Quebrar o termômetro para não mostrar a febre

A contabilidade criativa como um programa de vida

Foto: ReutersPara não ser punida pela Lei de Responsabilidade Fiscal, devido ao descumprimento da meta de superávit primário, a presidente Dilma quer baixar uma medida para que este e outros objetivos evaporem. A ideia é que se não tem como cumprir a meta, ora, que se mude as regras do jogo. Um truque contábil em que o endividamento, magicamente, se transforma em receita. E pronto, problema resolvido; podemos voltar à vida cotidiana e falar da aplicação de hidrogel nas pernas de Andressa Urach.
É como dizem: “Quebrar o termômetro para não mostrar a febre”, ou algo assim. Ou como eu digo: “Rebaixar Plutão à categoria de planeta-anão não o fez desaparecer do Sistema Solar”.
Eis a doutrina econômica desse governo: maquiar os dados para ver se cola que os problemas sumiram. Fica a ideia para os cursos de graduação em economia: incluir a matéria de Contabilidade Criativa I e II na grade curricular.

sábado, 6 de dezembro de 2014

Meta de inflação do Brasil

Brazil: the myth of the inflation target


Officially, the Brazilian central bank’s annual inflation target has been 4.5 per cent ever since 2005. However, in reality, inflation data show Brazil has actually been working with a target closer to 6 per cent for the past few years.
Mais

sexta-feira, 5 de dezembro de 2014

Ciclo de metas da inflação


Brasil na estagflação

O que fazer quando a economia está na estagflação (veja fig 1)? Como nem a política fiscal nem a política monetária funciona mais, a política macroeconômica precisa, como primeiro passo, se concentrar a estabelecer confiança e remover obstáculos que atrapalham a destruição criativa. Liberar o espírito empreendedor é a chave. Por algum tempo a estabilidade macroeconômica (ajuste fiscal, metas de inflação) entrem na segunda fila. Para sair da estagflação (veja fig 2) requer fortalecer as forças produtivas e promover o crescimento dos fatores de produção pela acumulação de capital e pelo aumento da eficiência. 

PIB per capita comparação

Mais

quinta-feira, 4 de dezembro de 2014

China passa Estados Unidos

It’s official: America is now No. 2

MarketWatch
Hang on to your hats, America.
A Chinese national flag flutters in front of the headquarters of the People's Bank of China, China's central bank, in central BeijingAnd throw away that big, fat styrofoam finger while you’re about it.
There’s no easy way to say this, so I’ll just say it: We’re no longer No. 1. Today, we’re No. 2. Yes, it’s official. The Chinese economy just overtook the United States economy to become the largest in the world. For the first time since Ulysses S. Grant was president, America is not the leading economic power on the planet.
It just happened — and almost nobody noticed.
The International Monetary Fund recently released the latest numbers for the world economy. And when you measure national economic output in “real” terms of goods and services, China will this year produce $17.6 trillion — compared with $17.4 trillion for the U.S.A.

Publicações 2014

2014
Publications
Publicações
Veröffentlichungen by
Antony P. Mueller
Antony P. Mueller
Is the Euro a Failure?
FUNAG Brasilia 2014
Antony P. Mueller
Die Welt blickt auf Brasilien - Sieht 
aber nur die Hälfte.
Der Hauptstadtbrief Juni 2014
Antony P. MuellerTowards a New Macroeconomics. From ISLM-AS 
and DSGE to GSMS and GSMS-
SS
SSRN February 2014

PHILOSOPHY & METHODOLOGY
OF ECONOMICS eJOURNAL
Vol. 5, No. 10: Mar 10, 2014
MACROECONOMICS: AGGREGATIVE 
MODELS
eJOURNAL
Vol. 7, No. 14: Mar 10, 2014
Bridging the Gap betweenthe Short and the Long Run in Macroeconomics: Outline of the 
GSMS-SS Model of Economic 
Growth and the Business Cycle
SSRN February 2014

ECONOMIC GROWTH
eJOURNAL
Vol. 6, No. 22: Feb 27, 2014
MACROECONOMICS: PRICES, 
BUSINESS FLUCTUATIONS, & 
CYCLES eJOURNAL
Vol. 7, No. 29: Mar 4, 2014
MACROECONOMICS:
MONETARY & FISCAL POLICIES 
eJOURNAL
Vol. 7, No. 29: Feb 27, 2014
Antony P. MuellerBeyond Keynes and the Classics.Outline of the Goods Side/Money Side 
Model of the Business Cycle and 
Macroeconomic Configurations
SSRN January 20, 2014

ECONOMIC GROWTH
eJOURNAL
Vol. 6, No. 12: Feb 4, 2014
MONETARY ECONOMICS eJOURNALVol. 6, No. 18: Feb 5, 2014
ECONOMETRIC MODELING: 
MACROECONOMICS
eJOURNAL
Vol. 4, No. 19: Feb 3, 2014
MACROECONOMICS: PRICES, 
BUSINESS FLUCTUATIONS, & 
CYCLES eJOURNAL
Vol. 7, No. 16: Feb 5, 2014
MACROECONOMICS: AGGREGATIVE 
MODELS
eJOURNAL
Vol. 7, No. 9: Feb 3, 2014
Antony P. MuellerMises’ Plan of an “Eastern European Democratic Union” (EDU) – A Solution for the Ukrainian Crisis?Mises Canada
March 31st, 2014

Antony P. Mueller
Misesowski plan Wschodnioeuropejskiej Unii Demokratycznej rozwiązaniem dla kryzysu ukraińskiego?Instityt Mises Polonia
17/03/2014
Die Renten sind so sicher wie die Politik sie macht.Der Hauptstadtbrief
April 2014
Die Übel des populistischen Staatskapitalismus – das Beispiel Lateinamerika und die Gefahr für DeutschlandMises Institut Deutschland
25. März 2014
Die europäische Schuldenkrise im Lichte der Ökonomik der Ökonomik der internationalen Finanzmärkte.
Mises Institut Deutschland
10. März 2014

Antony P. Mueller
Benötigen Finanzmärkte mehr Regulierung?Mises Institut Deutschland
19. Februar 2014

Antony P. Mueller
Brasilien in der Falle des Mittleren EinkommensMises Institut Deutschland
3 Fevereiro 2014

Antony P. Mueller:
Kapital- oder Liquiditätskrise?Mises Institut Deutschland
17 Januar 2014

Política Monetária

An Introduction to Monetary Policy Rules

An Introduction to Monetary Policy Rules

Alexander Salter | Dec 04, 2014
As policymakers seek to prevent another financial crisis, they are scrutinizing the role the Federal Reserve (Fed) played before and during the 2008 crisis. The Fed currently exercises a great deal of discretion in monetary policy. A key point of debate is whether requiring the Fed to follow a specific rule would be preferable to the Fed’s current broad discretion.
In a new study for the Mercatus Center at George Mason University, scholar Alexander William Salter examines several different proposed rules that the Fed could follow. Salter provides a framework to help policymakers better understand how incentives and information can affect monetary policy and discusses discretion-based and rule-based approaches to monetary policy. He concludes that a rule-based approach is superior and may have been able to prevent the 2008–2009 financial crisis. While Salter does not advocate a particular rule in his study, he presents a framework for policymakers to use as they strive to choose the best monetary policy rule.

quarta-feira, 3 de dezembro de 2014

Apresentações recentes

Modelo GSMS-SS. Uma abordagem 
simplificade e abragente para a 
análise macroeconômica. SEMAC 
2014. UFS 27 de Novembro de 2014

Audio Podcast
Data Show

A crise de 2008. Mito e 
realidade. UFPR. Curitiba 18 
de Novembro de 2014

Audio podcast
Data Show:"A crise de 2008. Mito e realidade". Curitiba 18 de 
Novembro de 2014


I. Semana de Economia UFABC
São Bernardo de Campo 2 de 
Outubro de 2014
Palestra de Antony Mueller

"A teoria austríaca dos ciclos de negocios - uma nova abordagem"
Data Show

- IV. Encontro da Escola Austríaca no 
Brasil - 6 e 7 de Setembro de 2014
Palestra de Antony Mueller
"Macroeconomia Austríaca - Avanço 
ou Aberração?" 

Data Show
Vídeo Palestra

Macro III - Parte II

Crises e Depressões
Data show 

Mais recursos

quinta-feira, 27 de novembro de 2014

domingo, 23 de novembro de 2014

Economia brasileira

Indicadores apontam um 1º trimestre difícil em 2015

A cada dado econômico divulgado, as perspectivas para o começo de 2015 se tornam mais difíceis. Indicadores como a baixa expansão do crédito, os elevados estoques da indústria, a perda de dinamismo do mercado de trabalho e a queda na confiança de consumidores e empresas apontam para um primeiro trimestre fraco em 2015, a despeito da base de comparação deprimida. Nos primeiros três meses deste ano, o Brasil registrou retração de 0,2% e o crescimento anual do PIB está estimado em 0,21% (pesquisa Focus). Para 2015, a expansão está projetada em 0,80% (Focus) e poucos arriscam estimativa para os primeiros três meses do ano após o IBGE confirmar, na semana passada, mudança de metodologia para medir a atividade. 

Classificação de classes


Mercado de ações Estados Unidos 1880-2014


sexta-feira, 21 de novembro de 2014

Produção global de petróleo desde 1920

 Mais

Como os suíços dominam o mercado de relógios de luxo

“As a country, Switzerland is very decentralized,” said Jérôme Lambert, chief executive of Montblanc. “Every valley has an owner or organization that has a dynamic, small city center. That created a very natural extension of the traditional watchmaking way. It was not the same case in England, Germany or France, where it was very much centralized in big cities.”
.... Quantity, however, did not imply quality.
“The Swiss were able to produce ‘fake watches’ that looked like English or French watches but were of lower quality,” he said
Mais

Olhar no passado

Transporte 1860 Brasil
Mais fotos antigas

quinta-feira, 20 de novembro de 2014

Acorda, presta atenção


Composição idária da força laboral

 Mais

Estagnação secular

Mais

A crise de 2008

Áudio Podcast                                                 Data Show

Estagnação secular

Secular stagnation: Facts, causes, and cures – a new Vox eBook

Coen Teulings, Richard Baldwin 10 September 2014
Mais

Nova pesquisa sobre a economia da felicidade

Maximising happiness does not maximise welfare

Edward Glaeser, Joshua Gottlieb, Oren Ziv 15 October 2014

Privatizer Petrobras

3 Reasons Why Brazil's State-Controlled Oil Giant Petrobras Should Be Privatized

Continued from page 1

Empreendedorismo global




























Mais

Brasil - mercado de trabalho






























Mais

segunda-feira, 17 de novembro de 2014

sábado, 15 de novembro de 2014

Podcast sobre a queda do muro de Berlim

PODCAST 145 – ANTONY MUELLER

No dia 9 de novembro foi celebrado os 25 anos da queda do muro de Berlim, símbolo máximo da guerra fria protagonizada pelos Estados Unidos e pela União Soviética. O muro foi construído em 1961 pelo governo da República Democrática Alemã para impedir que as pessoas circulassem livremente entre a Alemanha comunista, satélite do governo russo, e a República Federal Alemã, democrática e liberal.

Para conversar sobre o assunto, o Podcast do Instituto Mises Brasil entrevistou o doutor em economia e professor Antony Mueller, nascido na Alemanha e um dos maiores estudiosos da teoria da Escola Austríaca. Mueller nos concedeu um depoimento valioso de quem morava na Baviera, no sul do país, e tinha 13 anos quando o muro foi construído. Ele contou como foi testemunhar a divisão da Alemanha e as consequências na vida das pessoas.

Mueller explicou de que maneira o comunismo implementado numa parte da Alemanha pela União Soviética com a colaboração direta dos socialistas e comunistas alemães, que no passado haviam sobrevivido ao nazismo, criou uma situação dramática não só pela violência da separação, mas pela ruptura psicológica e cultural de uma sociedade que compartilhava a história, características, hábitos, ética do trabalho, visões de mundo. A engenharia social desenvolvida na República Democrática Alemã destruiu a cultura e o passado daqueles habitantes compulsórios, que pagavam com a própria vida quando queriam fugir para o lado Ocidental ou resistir ao governo comunista.

sexta-feira, 14 de novembro de 2014

Capitalismo de estado

Assiste palestra para entender o sistema econômico do "capitalismo de estado" do Brasil e de outros países

https://www.youtube.com/watch?v=KJ4ns4Hv-Jc

Petrobras não divulga balanço

Petrobras não divulgará balanço do 3º trimestre no prazo previsto

Denúncias da Lava Jato podem impactar demonstrativos, justificou estatal.
Empresa divulgou comunicado ao mercado na noite desta quinta
A Petrobras informou na noite desta quinta-feira (13) que não irá apresentar as demonstrações contábeis do terceiro trimestre de 2014 com o relatório de revisão dos seus auditores externos, PricewaterhouseCoopers (PwC) no prazo previsto pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM).


quinta-feira, 13 de novembro de 2014

Dinheiro

"The lifeblood of our economy, indeed the whole world's economy, is based on money. Without a currency that can be trusted, the entire structure of economics, the division of labor itself, falls apart. Our wealth, our well being and our very lives are dependent on the continuation of this highly complex structure called the economy and it in turn is dependent on sound money. We have placed our trust for the management of this money on a gang of thieves called the Federal Reserve. They have now clearly demonstrated their inability to restrain themselves from the excesses that can be perpetrated within a paper money system. If we want to survive as a nation, we need to eliminate both the Federal Reserve and paper money." -- Lou Poumakis, "Economic Disaster, its Cause and Cure"(8 March 2009)

Schumpeter e Keynes

  • And at the end of his review of Keynes’s “The General Theory” (“Journal of the American Statistical Association” [Dec. 1936,] pp. 791-795) Joseph A. Schumpeter concluded:

    “Let him who accepts the message there expounded [in ‘The General Theory’] rewrite the history of the French ‘ancien regime’ in some such terms as these: Louis XV was a most enlightened monarch. Feeling the necessity of stimulating expenditure he secured the services of such expert spenders as Madame de Pompadour and Madame du Barry. They went to work with unsurpassable efficiency. Full employment, a maximum of resulting output, and general well-being ought to have been the consequence. It is true that instead we find misery, shame and, at the end of it all, a stream of blood. But that was a chance coincidence.’

Eficiência energética

Ranking das 16 maiores economias mundiais com a melhor eficiência energética:
1. Alemanha
2. Itália
3. União Europeia
4. França
4. China
6. Reino Unido
6. Japão
8. Espanha
9. Canadá
10. Austrália
11. Índia
12. Coreia do Sul
13. Estados Unidos da América
14. Rússia
15. Brasil
16. México
Mais