domingo, 25 de abril de 2010

Macro III - Próxima etapa

Na próxima etapa de nossa disciplina Macro III vamos estudar as teorias (em sentido horário no quadro ao lado) de Hayek, Keynes, Friedman e Taylor.
Para a preparação recomendo assistir o vídeo:
"Fear the Boom and Bust" (subtítulos em Português)


Mais recursos

sábado, 24 de abril de 2010

Recursos para Macro II

Podcasts Demanda e Oferta Agregada
Recursos para Prova I em Macro II
Apostila Demanda e Oferta Agregada Resumo 2010/1

Crescimento econômico

Podcasts e recursos

I. Seminário da Escola Austríaca da Economia no Brasil










 

 
Leia as reportagens sobre o evento

Palestra sobre a crise financeira atual

Palestra do Professor Dr. Antony Mueller:
"A Crise Global da Atualidade na Luz da Teoria do Capital Austríaca" 

I. Seminário da Escola Austríaca da Economia no Brasil Porto Alegre 11 de Abril de 2010
Clique aqui para assistir:
"A Crise Global da Atualidade na Luz da Teoria do Capital Austríaca"

terça-feira, 20 de abril de 2010

Macro II - Material para preparação da prova

Macro II Demanda e Oferta Agregada Resumo
http://continentaleconomics.com/files/Demanda_e_Oferta_Agregada.pdf

Previdência social e a destruição do capital

"...Embora a conexão direta entre poupança feita pelo indivíduo economicamente ativo e o consumo desses fundos pelos recebedores diretos dessa poupança seja bastante óbvia nos sistemas de repartição (o adotado no Brasil pelo INSS), os esquemas de previdência baseados na "capitalização" sofrem do mesmo problema: o elo entre poupança individual e investimento econômico está sendo cortado.
Quando o governo obriga os cidadãos a "poupar" e "investir", seja pagando para um sistema de repartição, seja implementando um esquema que exige a compra de ativos financeiros (sistema esse advogado por alguns pretensos liberais), ele provoca a ilusão de que está havendo criação de riqueza.  As contribuições para esses sistemas não constituem poupança líquida, pois estão sendo utilizadas diretamente para transferência de renda (repartição) ou para financiar gastos do governo ("capitalização")..." --
Antony Mueller: "A previdência social e a destruição do capital"

O mito do desenvolvimento sustentável

A POVERTY OF REASON
Sustainable Development and Economic Growth

By Wilfred Beckerman
 
Environmental activists, politicians and celebrities have touted the wisdom of “sustainable development” as though its meaning and value were clear. But the concept has barely been defined, let alone subjected to scientific, economic, and philosophical scrutiny.
Oxford University economist Wilfred Beckerman puts “sustainable development” to the test, questioning several of its core claims: Will economic growth burn itself out by depleting the natural resources it requires? Will global warming wreak widespread havoc? Does human activity threaten to throw a delicate planet dangerously “out of balance”? Do future generations possess rights that morally override the claims of those alive today? At what price?
After examining the evidence, Beckerman finds “sustainable development” lacking on both scientific and moral grounds. Although millions of people lack clean air and water, and are plagued by deteriorating ecosystems, these problems are caused not by “unsustainable development” but by poverty, poorly defined property rights, and lack of freedom of opportunity. And, Beckerman concludes, because “sustainable development” recommends policies that would worsen these conditions (for present and future generations), it hardly occupies the moral high ground, as its supporters claim.
A Poverty of Reason provides a critical examination of this highly controversial topic and will prove essential in the ongoing debate about environmental and economic practices.
Detailed Summary

domingo, 18 de abril de 2010

Cooperação econômica China-Brasil na infraestrutura

Brazilian Presidents Luiz Inacio Lula da Silva and Hu signed several trade and investment agreements that will see large inflows of Chinese cash into the Brazilian economy.
Lula said a Chinese pledge to build a steel plant in Brazil port would be China's biggest investment ever in Latin America's largest economy.
China may also bid to construct a high-speed train line that will connect Rio de Janeiro with Sao Paulo, he said.
"The possibility for Chinese companies to participate in the modernization of Brazil's infrastructure is exceptional," Lula said, citing the 2014 soccer World Cup and the 2016 Olympics and Beijing's experience as host of the 2008 Olympics.
Leia mais

sexta-feira, 16 de abril de 2010

Provas Macro III e Macro II

Anúncio das 1. provas em Análise Macroecômica 2010/1
Macro III: Terça, 20 de Abril 17-18:30 horas
Macro II: Quinta,  29 de Abril 19-20:30 horas

quinta-feira, 15 de abril de 2010

Inovação e crescimento econômico nos países emergentes

The Economist observa uma nova onda de progresso tecnológico nos países em desenvolvimento. Leia o que diz "The Economist" sobre este fenômeno:
"THIRTY years ago the bosses of America’s car industry were shocked to learn that Japan had overtaken America to become the world’s leading car producer. They were even more shocked when they visited Japan to find out what was going on. They found that the secret of Japan’s success did not lie in cheap labour or government subsidies (their preferred explanations) but in what was rapidly dubbed “lean manufacturing”. While Detroit slept, Japan had transformed itself from a low-wage economy into a hotbed of business innovation. Soon every factory around the world was lean—or a ruin.
Management gurus are always glibly proclaiming revolutions. What happened in Japan qualified, as did the advent of mass production in America a century ago. Now something comparable is taking place in the developing world.
It is hardly news that the world’s centre of economic gravity is shifting towards emerging markets. Buy a mobile phone and it will almost certainly have been made in China. Use it to phone a customer helpline and your call may well be answered by an Indian. Over the past five years China’s annual growth rate has been more than 10%, and India’s more than 8%. Yet even these figures understate the change that is taking place. Emerging countries are no longer content to be sources of cheap hands and low-cost brains. Instead they too are becoming hotbeds of innovation, producing breakthroughs in everything from telecoms to carmaking to health care. They are redesigning products to reduce costs not just by 10%, but by up to 90%. They are redesigning entire business processes to do things better and faster than their rivals in the West. Forget about flat—the world of business is turning upside down...."
Leia mais
Mas ainda tem mais uma pergunta: Onde fica América Latina? Onde fica o Brasil neste contexto?

Macro III - Preparação da prova

Para a preparação da prova, use este resumo das fórmulas básicas.
http://continentaleconomics.com/files/Crescimento_Econ_mico._Formulas_b_sicas.pdf

Copie aqui ou busque na pasta Macro III Prof. Antony na Didática I.

quarta-feira, 14 de abril de 2010

Encontro em Porto Alegre

Discurso proferido pelo presidente do Instituto Mises Brasil, Helio Beltrão, na ocasião de seu recebimento do prêmio Libertas, durante o XXIII Fórum da Liberdade, realizado em Porto Alegre nos dias 12 e 13 de abril de 2010."Boa noite, senhoras e senhores.
Presidente [Leonardo]Fração, é uma satisfação estar aqui, neste vigésimo-terceiro Fórum da Liberdade, cujo tema é baseado nas Seis Lições de Ludwig von Mises.  Mises foi um dos maiores intelectuais do século XX, um firme e determinado defensor da liberdade.   Há cinquenta anos atrás ele veio à América do Sul e proferiu estas seis históricas palestras, que estão muito bem expostas ali fora, na mostra do Fórum da Liberdade.  Hoje, há um renascimento no mundo todo, inclusive no Brasil, das ideias misesianas, que mostram os benefícios que consumidores e trabalhadores obtêm quando são livres para empreender, traçar seus destinos e realizar seus desejos.
Nesta semana, em Porto Alegre, há uma grande concentração de herdeiros intelectuais de Ludwig von Mises.  Nós, do Instituto Mises Brasil, realizamos nosso primeiro seminário aqui mesmo, em Porto Alegre - o qual, aliás, foi um grande sucesso, e não poderia ter sido diferente!  Essa energia que emana de vocês é contagiante.  Estão hoje aqui vários professores e estudiosos da Escola Austríaca de Economia, entre brasileiros e estrangeiros.  Tom Woods, um de nossos palestrantes e autor do bestseller Meltdown, palestrará amanhã aqui no Fórum..."
Leia mais 

sexta-feira, 9 de abril de 2010

Macro III - Novo Podcast

"Progresso tecnológico e crescimento econômico"
veja :http://continentaleconomics.com/AudioPodcastsemPortugues.html
Próxima aula: 15 de Abril com revisão e preparação para a prova
Base da prova é o livro de texto de Blanchard: Cap. 10, 11, e 12 com a concentração no modelo de crescimento econômico com progresso tecnológico
Recurso adicional: Crescimento econômico - fórmulas básicas
Estude para entender interpretar as fórmulas e gráficos

quinta-feira, 8 de abril de 2010

Seminário em Porto Alegre

Pela primeira vez na história, o Brasil terá um seminário exclusivo sobre a Escola Austríaca de Economia. De 11 a 12 de abril de 2010, Porto Alegre receberá estudantes e profissionais de todo o país para discutirem os desafios da Ciência Econômica no século XXI.
Entre os palestrantes estarão alguns dos principais nomes da Escola Austríaca, como Lew Rockwell, Joseph Salerno, Mark Thornton e Tom Woods, além de David Friedman - filho de Milton Friedman - e Patri Friedman, filho de David. Entre os nomes nacionais, Ubiratan Iorio, Rodrigo Constantino, Fábio Barbieri e Antony Mueller. A conferência será realizada no hotel Sheraton, em Porto Alegre (RS).
Não perca essa oportunidade de interagir com os maiores nomes da Escola Austríaca de Economia!
Mais informações

terça-feira, 6 de abril de 2010

Macro III

A nossa próxima aula vai ter lugar na quinta, 8 de Abril, como o tema "Crescimento econômico e progresso tecnológico" (cap. 12). Com este tema concluímos a primeira parte. No livro de Blanchard são os capítulos 10, 11 e 12.
Note que a terça que vem (13 de Abril) não vamos ter aula, vou participar numa conferência em Porto Alegre.
Entretanto recomendo consultar nossos podcasts sobre Crescimento Econômico e Desenvolvimento Econômico, veja
aqui
e
aqui.
Para um resumo da temática "crescimento econômico" com as fórmulas básicas, veja
aqui.

segunda-feira, 5 de abril de 2010

Macro II

Por causa do II Seminário Interno do DEE de 5 até 9 de Abril das 19 até 22 horas (local:
Auditório da Reitoria) não vai ter aulas na segunda e na quinta nesta semana da
disciplina Análise Macroeconômica II.
Adicionalmente não vai ter aula na segunda da semana que vem (12 de Abril) por
causa da minha participação num congresso em Porto Alegre.
Entretanto vale estudar o material na pasta (Didática I) e assistir os podcasts sobre
Demanda e Oferta Agregada. Recomendo também assistir aos podcasts sobre
Economia Monetária para aumentar o entendimento do lado monetário no modelo ISLM e no
modelo DA/OA.