domingo, 30 de agosto de 2009

Palestra sobre ordem econômica

A palestras "As regras da ordem econômica" está, junto com a data show, acessível no Internet como mp3 stream.
Link: CEI On-line Campus

terça-feira, 25 de agosto de 2009

Palestra

domingo, 23 de agosto de 2009

Macro - o curto e o longo prazo

Keynes sobre o curto e o longo prazo: "The long run is a misleading guide to current affairs. In the long run we are all dead. Economists set themselves too easy, too useless a task if in tempestuous seasons they can only tell us that when the storm is long past the ocean is flat again." John Maynard Keynes: A Tract on Monetary Reform. London: Macmillan. The Collected Writings of John Maynard Keynes, vol 4, 1972, p. 80

quarta-feira, 19 de agosto de 2009

Análise macroeconômica III - Os ricos e os pobres

PIB per capita em paridades de poder de compra 2008 Escala de menos de 1000 international dollars (verde claro) até mais de 50 000 international dollars anuais (vermelho oscuro)

Dinâmica Macroeconômica

Citações de

A Teoria Geral do Emprego, do Juro e da Moeda

  • "Toda produção se destina, em última análise, a satisfazer o consumidor."
  • "A poupança, de fato, não passa de um simples resíduo. As decisões de consumir e as decisões de investir determinam, conjuntamente, os rendimentos."
  • "Raras são as pessoas que alteram o seu modo de vida porque a taxa de juros baixou de 5 para 4 por cento, quando a sua renda agregada permanece a mesma."
  • "Não há evidência clara a demonstrar que a política de investimento socialmente mais vantajosa coincida com a mais lucrativa."
  • "Se me é permitido aplicar o termo especulação à atividade que consiste em prever a psicologia do mercado e o termo empreendimento à que consiste em prever a renda provável dos bens durante toda sua existência, de modo algum se pode dizer que a especulação sempre prevaleça sobre o investimento."
  • "O que apenas desejamos lembrar é que as decisões humanas que envolvem o futuro, sejam elas pessoais, políticas ou econômicas, não podem depender da estrita expectativa matemática, uma vez que as bases para realizar semelhantes cálculos não existem e que o nosso impulso inato para a atividade é que faz girar as engrenagens, sendo que a nossa inteligência faz o melhor possível para escolher o melhor que pode haver entre as diversas alternativas, calculando sempre que se pode, mas retraindo-se, muitas vezes, diante do capricho, do sentimento ou do azar."
  • "A taxa de juros não é o "preço" que equilibra a demanda de recursos para investir e a propensão de abster-se do consumo imediato. É o "preço" mediante o qual o desejo de manter a riqueza em forma líquida se concilia com a quantidade de moeda disponível."
  • "O hábito de não se dar a devida atenção à relação da taxa de juros com o entesouramento pode explicar, em parte, a razão pela qual o juro tem sido usualmente considerado como uma recompensa por não gastar, quando, na realidade, ele é a recompensa por não entesourar."
  • "Quando uma mudança no noticiário afeta a opinião e as necessidades de cada um de forma precisamente idêntica, a taxa de juros (tal como é indicada pelos preços de títulos e dívidas ) se ajustará imediatamente à nova situação sem necessidade de quaisquer transações de mercado."
  • "Um ato de poupança individual significa - por assim dizer - uma decisão de não jantar hoje, mas não implica, necessariamente, a decisão de jantar ou de comprar um par de sapatos daqui a uma semana ou um ano, ou de consumir uma coisa específica em uma data específica."
  • "Quer dizer isso que o desemprego aumenta porque as pessoas querem a Lua; os homens não podem conseguir emprego quando o objeto de seus desejos (isto é, o dinheiro) é uma coisa que não se produz e cuja demanda não pode ser facilmente contida. O único remédio consiste em persuadir o público de que Lua e queijo verde são praticamente a mesma coisa, e a fazer funcionar uma fábrica de queijo verde (isto é, um banco central) sob o controle do poder público."
  • "A experiência contemporânea de restrições comerciais na Europa de pós-guerra oferece numerosos exemplos de impedimentos mal concebidos contra a liberdade que, destinados a melhorar a balança favorável, produziram, de fato, o resultado inverso."

sexta-feira, 7 de agosto de 2009

Dívida pública dos Estados Unidos. Taxas de crescimento

Análise Macroeconômica III

Na disciplina Análise Macroeconômica III se trata 3 complexos de temas: 1. Crescimento Econômico (Cap. 10-13) 2. Patologias Econômicas - Inflação e Deflação, Crises e Depressões (Cap. 22-23) 3. Debates da Política Econômica (Cap. 24-26) Livro de texto padrão: Olivier Blanchard: Macroeconomia Veja também o material na pasta em DID I (Prof. Antony Macro III) e as postagens anteriores neste blog (semestre 2009/I) Para assistir as aulas gravadas, veja o link: podcasts

quarta-feira, 5 de agosto de 2009

Aniversário

Faz 300 anos desde o Brasileiro Barholomeu de Gusmão, padre e cientista de Santos, demonstrou como se pode voar com ar quente.

terça-feira, 4 de agosto de 2009

Dinamica Macroeconomica

Link para fazer o download da "Teoria Geral" de John Maynard Keynes: Keynes: Teoria Geral Em caso não funciona, procure http://http//www.scribd.com/doc/6965708/Teoria-geral-do-emprego-do-juro-e-da-moeda-KEYNES (graças ao Fernando por informar sobre esta fonte rica de documentos) Neste link se encontra também uma análise comparativa dos modelos de Keynes e Kalecki: link e vários livros de Schumpeter, em Português, como a Teoria de Desenvolvimento Econômico e Capitalismo, Socialismo e Democracia. Veja link. Para encontrar publicações de Kalecki, veja aqui. Nas próximas aulas vamos tratar a análise de Keynes do lei de Say e a crítica de Keynes contra os "clássicos". Para estudar a teoria de Keynes na sua versão moderna consulte Olivier Blanchard, Macroeconomia, capítulo 3